Termos e condições gerais

Estes Termos e Condições de Webshop Trustmark foram elaboradas em consulta com o Consumidor sob a Auto (CZ) do Conselho Económico e Social e entrarão em vigor em 1 de Junho de 2014. Estes Termos e Condições devem ser utilizados por todos os membros os serviços financeiros Webshop Trustmark excluindo referido na lei sobre a supervisão financeira e desde que estes serviços sob a supervisão da Autoridade de Mercados financeiro.

Índice analítico

Artikel   1 - Definições
Artigo   2 - Identidade do empreendedor
Artigo   3 - Aplicabilidade
Artigo   4 - A oferta
Artigo   5 - O contrato
Artigo   6 - Direito de retirada
Artigo   7 - Obrigações do consumidor durante a reflexão
Artigo   8 - O exercício do direito de resolução pelo consumidor e os custos
Artigo   9 - Obrigações do comerciante em caso de resolução
Artigo 10 - A exclusão do direito de retirada
Artigo 11 - O preço
Artigo 12 - Compliance e Garantia extensão
Artigo 13 - Entrega e execução
Artigo 14 - Extensão transações duração: duração, rescisão e renovação
Artigo 15 - Pagamento
Artigo 16 - Reclamações
Artigo 17 - As disputas
Artigo 18 - Garantia Filial
Artigo 19 - Os termos adicionais ou diferentes
Artigo 20 - Emendas ao Condições Gerais de Webshop Trustmark

Artigo 1 - Definições

Nessas condições, entende-se por:

  1. acordo adicional: acordo adicional: um acordo pelo qual os produtos de consumo, conteúdo e / ou serviços digitais adquiridos no quadro de um contrato à distância, e esses bens, conteúdos e / ou serviços digitais são fornecidos pelo profissional ou por um terceiro com base em um acordo entre o terceiro e o comerciante;
  2. Carência: o período dentro do qual o consumidor pode exercer o seu direito de rescisão;
  3. Consumidor: a pessoa singular que actue para fins relacionados com a sua actividade comercial, industrial, artesanal ou profissional;
  4. Dia: dia de calendário;
  5. Conteúdo digital: os dados que são produzidos e fornecidos em formato digital;
  6. Acordo duração: um acordo que envolve a entrega periódica de bens, serviços e / ou conteúdos digitais durante um certo período;
  7. Suporte durável: qualquer dispositivo - incluindo também e-mail - que o consumidor ou empresa que permite que a informação a ele pessoalmente, armazenar de forma que o futuro consulta ou usar por um período que é apto para o efeito para os quais a informação se destina, e que permite a reprodução natural da informação armazenada;
  8. Direito de retractação:: a capacidade do consumidor para ver dentro do período de espera do contrato;
  9. Empreendedor: da pessoa singular ou colectiva que é um membro da Stichting Webshop Trustmarke produtos (acesso a) conteúdos digitais e / ou serviços remotos à oferta do consumidor;
  10. Contrato à distância: um acordo concluído sob uma distância organizado a venda de bens, conteúdos e / ou serviços digitais, que até a conclusão do acordo feito exclusiva ou parcialmente usar entre o comerciante eo consumidor é uma ou mais técnicas de comunicação à distância;
  11. Formulário de retirada modelo: a forma Europeia modelo de retirada estabelecido no Anexo I destas condições;
  12. Tecnologia para comunicação à distância: meios que podem ser usados ​​para fechar um acordo sem consumo e necessidade de negócio a serem cumpridas na mesma área;

Artigo 2 - Identidade do empreendedor

Allesvoorhorloges.nl / Horloge-Bandjes.nl / Dana Juwelier / World of Watch Straps

Endereço: 30a Nieuwstraat, 5421KP Gemert

Telefone: 00 31 - (0) 492-390588

Alcançado em:

Email: support@worldofwatchstraps.com
Registo Comercial: 65767616
Número de IVA: NL 8562 51525 B01

Contato: Antonie Slegers

Artigo 3 – Aplicabilidade

  1. Estes termos e condições se aplicam a todas as ofertas do empresário e qualquer acordo alcançado a uma distância entre empresas e consumidores.
  2. Antes da celebração do contrato, o texto destas condições gerais disponibilizados aos consumidores. Se isso não for razoavelmente possível, o comerciante antes da celebração do contrato, indicar como para mostrar as condições gerais para o empresário e eles serão enviados gratuitamente, logo que possível, a pedido do consumidor.
  3. Se o contrato for celebrado eletronicamente distanciar, não obstante o parágrafo anterior e antes da celebração do contrato, o texto destas condições gerais são feitas eletronicamente à disposição do consumidor de tal forma que o consumidor em uma maneira simples podem ser armazenados num suporte duradouro. Se isso não for razoavelmente possível, antes da celebração do contrato, indicou que as condições gerais podem ser inspecionados por via electrónica e que, a pedido do consumidor electrónico ou outro será enviado gratuitamente.
  4. No caso em que para além destas condições gerais também as condições específicas de produtos ou serviços são aplicáveis, o segundo e terceiro parágrafos, mutatis mutandis, e que o consumidor não pode, em caso de condições conflitantes, sempre contar com o ensaio aplicável que é mais benéfico para ele.

Artigo 4 – A oferta

  1. Se uma oferta tem uma duração limitada ou sujeita a condições, este será declarado explicitamente na oferta.
  2. A oferta inclui uma descrição completa e precisa dos produtos, conteúdos e / ou serviços digital. A descrição é suficientemente detalhada para permitir uma avaliação correcta da oferta pelo consumidor. Se o empresário utiliza imagens, estas são um verdadeiro reflexo dos produtos, serviços e / ou conteúdos digitais. erros óbvios ou erros na vinculativa para o empresário oferta.
  3. Cada oferta contém essa informação que é clara ao consumidor quais os direitos e obrigações estão envolvidos em aceitar a oferta.

Artigo 5 – O contrato

  1. O acordo está sujeito às disposições do parágrafo 4, celebrados no momento do consumidor aceita a oferta e atender as condições correspondentes.
  2. Se o consumidor aceitou a oferta por via electrónica, o comerciante irá reconhecer imediatamente recepção electrónica de aceitação da oferta. Até o recebimento desta aceitação não foi confirmado pelo operador, o consumidor pode rescindir o contrato.
  3. Se o acordo for criado eletronicamente, o comerciante irá tomar medidas técnicas e organizativas adequadas para proteger a transferência eletrônica de dados e ele vai garantir um ambiente web seguro. Se o consumidor pode pagar eletronicamente, o comerciante tomará precauções de segurança adequadas.
  4. O empresário pode dentro da lei - para informar a capacidade do consumidor para cumprir as suas obrigações de pagamento, e de todos os fatos e fatores relevantes para uma conclusão som do contrato à distância. Se o operador sob esta investigação foi justificado para não celebrar o contrato, ele tem o direito de recusar um pedido ou criar ou impor condições especiais para a implementação.
  5. O empresário vai olhar no momento da entrega do produto, serviço ou conteúdo digital para o consumidor a seguinte informação por escrito ou de tal forma que ele pode ser armazenado pelo consumidor de forma acessível, num suporte duradouro, enviar:

a. O endereço do estabelecimento da empresa onde os consumidores podem apresentar queixas;
b. as condições e como o direito dos consumidores a retirada pode ser exercido, ou uma declaração clara sobre a exclusão do direito de retirada;
c. informações sobre garantias e serviço pós-venda;
d. o preço incluindo todos os impostos do produto, serviço ou conteúdo digital; se for caso disso, os custos de entrega; eo método de pagamento, entrega ou execução do contrato à distância;  
e. os requisitos para a rescisão do contrato se o contrato tem uma duração de mais de um ano e é por tempo indeterminado;
f. Se o consumidor tem o direito de retirada, o modelo de formulário de retirada.

  1. No caso de uma transação estendida é o disposto no número anterior aplica-se apenas ao primeiro parto.

Artigo 6 – Direito de retirada

Para produtos:

  1. O consumidor pode cancelar o contrato sobre a compra de um produto durante um período de reflexão de 14 dias sem indicar qualquer motivo. O operador pode solicitar o consumidor a razão da retirada, mas não obriga a afirmar a sua razão (s).
  2. No parágrafo 1 período começa no dia após o consumidor ou um pré-designada pelo terceiro consumidor com excepção do transportador tenha recebido o produto, ou:
  3. als de consument in eenzelfde bestelling meerdere producten heeft besteld: de dag waarop de consument, of een door hem aangewezen derde, het laatste product heeft ontvangen. De ondernemer mag, mits hij de consument hier voorafgaand aan het bestelproces op duidelijke wijze over heeft geïnformeerd, een bestelling van meerdere producten met een verschillende levertijd weigeren.
  4. Se o fornecimento de um produto que consiste em vários lotes ou peças, o dia em que o consumidor ou um terceiro designado pelo embarque final da parte final tenha recebido;
  5. nos contratos de entrega periódica de bens durante um determinado período, o dia em que o consumidor ou um terceiro designado por, recebeu o primeiro produto.

Em serviços e conteúdos digitais que não forem fornecidos num suporte material:

  1. O consumidor tem um contrato de serviço e um contrato para o fornecimento de conteúdos digitais que não forem fornecidos num suporte material dissolver durante pelo menos 14 dias, sem indicar qualquer motivo. O operador pode solicitar o consumidor a razão da retirada, mas não obriga a afirmar a sua razão (s).
  2. O período de carência que se refere o n.º 3 devem começar no dia seguinte ao da conclusão do acordo.

Extensão período de carência de produtos, serviços e conteúdos digitais que não forem fornecidos num suporte material ao não informar direito de retirada:

  1. Se o negócio ao consumidor as informações exigidas pela lei sobre o direito de retirada ou a forma padrão não prevê a retirada, o prazo de resolução expira doze meses após o final do período de carência original estabelecida nos termos dos números anteriores deste artigo.
  2. Se o profissional tiver fornecido informações ao consumidor, tal como referido no parágrafo anterior no prazo de doze meses após a data do período de carência inicial, o período de carência expira 14 dias a partir do dia em que o consumidor recebe essa informação.

Artigo 7 – Obrigações do consumidor durante a reflexão

  1. Durante este período, o consumidor vai tratar o produto e embalagem. Ele só irá descompactar o produto ou utilizar na medida do necessário para estabelecer a natureza, características e funcionamento do produto. O princípio é que o consumidor deve manusear e inspecionar o produto como ele seria permitido fazer em uma loja.
  2. O consumidor é responsável pela perda do produto que é o resultado de uma forma de lidar com o produto além do previsto no ponto 1.
  3. O consumidor não é responsável pela depreciação do produto, como o empresário dele não ou na conclusão do acordo forneceu todas as informações exigidas por lei sobre o direito de retirada.

Artigo 8 – O exercício do direito de resolução pelo consumidor e os custos

  1. Se o consumidor exercer o direito de retirada, ele deverá informar que esta dentro do período de reflexão através do formulário de retirada modelo ou qualquer outra forma inequívoca para o empresário.
  2. Logo que possível, mas dentro de 14 dias a partir do dia seguinte à notificação prevista no n.º 1, o consumidor deve devolver o produto, e ele entrega para (um representante) o empresário. Esta não oferece o empresário para recolher o produto em si.
  3. O consumidor tem o período de redirecionamento observado em qualquer caso, se ele retorna o produto antes do período de espera expirou.
  4. O consumidor deve devolver o produto com todos os acessórios, se razoavelmente possível na condição original e embalagem, e de acordo com as instruções razoáveis ​​e claras fornecidas pelo empresário.
  5. O risco eo ônus da prova para o exercício correcta e atempada do direito de retirada no consumidor.
  6. O consumidor deve suportar o custo directo da devolução do produto. Se o comerciante não tenha notificado o consumidor tem que suportá-los ou o profissional indique, de suportar os próprios custos, os consumidores não suportar as cargas do retorno.
  7. Se o consumidor retira após a primeira ter solicitado expressamente que a prestação do serviço ou o fornecimento de gás, água ou eletricidade não forem postos à venda em volume limitado ou certa quantidade de partidas durante o período de resolução, o consumidor, o empresário valor a ser pago proporcionalmente à parte da empresa que é cumprido pelo empreendedor no momento da retirada, em comparação com o desempenho total da obrigação.
  8. O consumidor não assume os custos para a prestação de serviços ou o fornecimento de água, gás ou electricidade, o que não forem postos à venda em volume ou quantidade limitados, ou o fornecimento de aquecimento urbano, desde que:
  9. O anúncio regulamentar empresário consumidor do direito de retirada, o subsídio não é fornecido em caso de retirada eo modelo de formulário retirada ou;
  10. o consumidor não expressamente o início da execução do serviço ou fornecimento de gás, água, electricidade ou aquecimento urbano solicitado durante a reflexão.
    1. O consumidor não assume os custos para a entrega total ou parcial dos conteúdos digitais não fornecidos num suporte material, se:
    2. ele antes da sua entrega não tenha expressamente consentido no início do cumprimento do acordo antes do final do período de carência;
    3. Ele não reconheceu que ele perde o seu direito de retractação ao dar o seu consentimento; ou
    4. o comerciante não confirmar a declaração do consumidor.
      1. Se o consumidor exercer o direito de retirada poderá ser denunciado quaisquer acordos adicionais legalmente.

Artikel 9 – Obrigações do comerciante em caso de resolução

  1. Se a notificação empresário de resolução pelo consumidor permite eletronicamente que envia uma confirmação imediatamente após o recebimento da notificação.
  2. O comerciante deve reembolsar todos os pagamentos do consumidor, incluindo quaisquer custos de entrega suportados pelo operador será cobrado por produto devolvido, imediatamente, mas no prazo de 14 dias após o dia em que o consumidor notifica-o da retirada. Salvo se o comerciante oferece para recolher o produto em si, ele pode abster-se de pagar de volta até ter recebido o produto ou o consumidor pode demonstrar que ele voltou o produto, o que ocorrer primeiro.
  3. O empreendedor usa os mesmos meios de pagamento usado pelo cliente para reembolso a menos que o consumidor concorda com um método diferente. O reembolso é gratuito para os consumidores.
  4. Se o consumidor optou por um método mais caro da entrega do que o padrão de entrega mais barato, o comerciante não tem que pagar os custos adicionais para o método mais caro.

Artigo 10 – A exclusão do direito de retirada

O operador pode excluir os seguintes produtos e serviços a partir do direito de retirada, mas somente se o empreendedor claramente na oferta, pelo menos em tempo para a conclusão do acordo, declarou:

  1. Produtos ou serviços cujo preço dependa de flutuações do mercado financeiro, fora do controlo do comerciante, que podem ocorrer dentro do período de retirada
  2. Contratos celebrados em hasta pública. Sob um leilão público significa um método de venda onde bens, conteúdos e / ou serviços digitais oferecidos pelo profissional ao consumidor que frequenta ou é dada a possibilidade de estar presente no leilão, conduzido por um leiloeiro e onde o adjudicatário é obrigado a comprar os bens, conteúdos e / ou serviços digitais;
  3. Os contratos de serviços, após a implementação do serviço, mas apenas se:
  4. aplicação com o consentimento prévio e expresso do consumidor; e
  5. O consumidor afirmou que ele perde sua herroegpingsrecht uma vez que o operador tenha concluído o acordo;
    1. contratos de serviços para fornecimento de alojamento, a partir de uma data ou período de características de desempenho específico e o contrato excepto para fins residenciais, transporte de mercadorias, serviços de aluguer de automóveis e catering;
    2. Convenções no que diz respeito às actividades de lazer, como uma data ou período de forma de realização da mesma é fornecida no contrato específico;
    3. De acordo com as especificações para os produtos fabricados pelo consumidor, não pré-fabricadas e fabricado com base em uma escolha ou decisão individual por parte do consumidor, ou que se destinem claramente a uma pessoa específica;
    4. Produtos que estragam rapidamente ou têm uma vida útil limitada;
    5. Aferidores tratados com produtos que não são adequados para razões de protecção da saúde ou de higiene para ser enviado de volta e de que o selo foi quebrado após o parto;
    6. Produtos que são inseparavelmente mista após a entrega, pela sua natureza com outros produtos;
    7. bebidas alcoólicas, o preço acordado aquando da celebração do contrato, cuja entrega só pode ter lugar depois de 30 dias e o valor real depende de flutuações no mercado em que o controlo do empreendedor;
    8. áudio selado, gravações de vídeo ou software de computador que foram abertos após a entrega;
    9. Jornais, periódicos ou revistas, exceto pelas assinaturas de presente;
    10. O fornecimento de conteúdos digitais que não seja num suporte material, mas somente se:
    11. aplicação com o consentimento prévio e expresso do consumidor; e
    12. O consumidor afirmou que ele perde, assim, o direito de rescisão.

Artigo 11 – O preço

  1. Durante o período mencionado nos preços de oferta dos produtos e / ou serviços não aumentaram, exceto para mudanças de preços devido a alterações nas taxas do IVA.
  2. Não obstante o parágrafo anterior, os produtos comerciais ou serviços cujos preços estão sujeitos a flutuações no mercado financeiro e onde o empresário tem nenhum controle, a preços variáveis. Estas flutuações e o fato de que todos os alvos do preço, estão na oferta.
  3. Os aumentos de preços dentro de 3 meses após a celebração do contrato só são permitidas se resultarem de legislação ou regulamentação.
  4. Os aumentos de preços a partir de 3 meses após a celebração do contrato só são permitidas se o comerciante concordar e:

a. Eles são o resultado de legislação e regulamentação; ou
b. o consumidor está autorizada a rescindir o contrato com efeitos a partir da data em que o aumento for operado.

  1. Os preços incluem IVA mencionado no fornecimento de produtos ou serviços.

Artigo 12 – Contrato de Conformidade e garantia estendida

  1. A empresa garante que os produtos e / ou serviços atendam as especificações do contrato indicado na oferta, os requisitos razoáveis ​​de confiabilidade e / ou usabilidade e na data da conclusão do acordo disposições legais existentes e / ou regulamentos governamentais. Se houver acordo, o empresário também garantir que o produto é adequado para uso diferente do uso normal.
  2. Pelo comerciante, seu fornecedor, fabricante ou importador garantia estendida limitado nunca direitos legais e afirma que os consumidores podem fazer no âmbito do contrato contra o comerciante válida em que o comerciante não cumpriu a sua parte do acordo.
  3. Sob garantia adicional, qualquer empresa pelo comerciante, seu fornecedor, importador ou produtor certificando que certos direitos ou reivindicações aos subsídios de consumo além do que é exigido por lei no caso de ele não cumpriu a sua parte do acordo.

Artigo 13 – Entrega e execução

  1. O comerciante vai tomar o maior cuidado possível ao receber e implementação de pedidos de produtos e na apreciação dos pedidos para a prestação de serviços.
  2. O local de entrega é o endereço que o consumidor tenha dado a conhecer ao comerciante.
  3. Sujeito ao que é afirmado no artigo 4 destes termos e condições, a empresa aceita encomendas rapidamente, mas o mais tardar até 30 dias, a menos que um período de entrega diferente for acordado. Se a entrega está atrasada ou se uma ordem é não ou apenas parcialmente realizada, o consumidor recebe-los o mais tardar 30 dias após a colocação da ordem. O consumidor, neste caso, o direito de rescindir o contrato sem penalizações e ter direito a indemnização.
  4. Após a dissolução de acordo com o parágrafo anterior, o operador a quantidade que os consumidores pago reembolsar prontamente.
  5. O risco de danos e / ou perda de produtos cabe ao empregador até o momento da entrega ao consumidor ou um pré-designado e o empresário anunciou representante, salvo acordo em contrário.

Artigo 14 – Extensão transações duração: duração, rescisão e renovação

rescisão:

  1. O consumidor pode contratar por prazo indeterminado, que se estende até a entrega regular de produtos (incluindo electricidade) ou serviços, a qualquer momento, denunciar as regras de terminação aplicáveis ​​e um aviso de até um mês.
  2. O consumidor pode contrato celebrado por um período definido e que se estende até a entrega regular de produtos (incluindo electricidade) ou serviços, a qualquer momento, no final do prazo fixado, sem prejuízo das regras de rescisão acordados e um aviso de mais de um mês.
  3. Os consumidores podem os acordos mencionados nos parágrafos anteriores:

-        retirar e não ser limitado a terminação em um determinado período de tempo ou um determinado período;

-        pelo menos encerrar da mesma maneira como eles são introduzidos por ele;

-        Anular a mesma antecedência que a empresa tem negociado por si.

extensão:

  1. Um contrato é celebrado por um determinado período de tempo, e que se estende até a entrega regular de produtos (incluindo electricidade) ou serviços, não podem ser automaticamente prorrogados ou renovados durante um certo período.
  2. Não obstante o parágrafo anterior, um contrato celebrado por um período definido e que se estende até a entrega regular de notícias jornais diários e semanários e revistas ser renovado tacitamente por um período limitado de até três meses, pois os consumidores contra este acordo estendida o fim da extensão pode terminar com um período de aviso de um mês.
  3. Um contrato por um período definido e que se estende até a entrega regular de produtos ou serviços pode ser renovado tacitamente por um período indefinido se o consumidor pode, a qualquer momento, encerrar com um pré-aviso de um mês. O período de aviso prévio é de até três meses, se o contrato se estende até o regular, mas menos do que uma vez por mês, oferecendo diariamente, semanários e revistas.
  4. Um acordo com uma duração limitada do fornecimento regular de jornais, semanários e revistas (avaliação ou assinatura introdutório) não é continuado implicitamente e automaticamente termina no final do julgamento ou introdutório.

duração:

  1. Se um contrato tem uma duração de mais de um ano, após um ano, o consumidor deve o contrato a qualquer momento terminar com um período de aviso prévio não superior a um mês, a menos que a razoabilidade e justiça opor rescisão antes do fim do prazo acordado.

Artigo 15 – Pagamento

  1. Salvo indicação em contrário no contrato ou termos adicionais, os montantes devidos pelo consumidor a ser pago no prazo de 14 dias após o início do período de reflexão, ou na ausência de um período de arrefecimento dentro de 14 dias após a conclusão do acordo. No caso de um contrato de prestação de um serviço, esse período começa no dia após o consumidor ter recebido a confirmação do acordo.
  2. Ao vender produtos aos consumidores, o consumidor deve, em condições gerais nunca são obrigados a adiantar o pagamento de mais de 50%. Se o pagamento for acordado, o consumidor não pode reivindicar quaisquer direitos relativos à execução da ordem ou serviço (s) antes do pagamento antecipado foi feita.
  3. O consumidor é obrigado a comunicar imediatamente às imprecisões comerciante no detalhes de pagamento.
  4. Se o consumidor não é capaz de cumprir o seu pagamento (s), é esta, após ter sido rejeitado pelo empreendedor no atraso de pagamento e o comerciante, o consumidor é dado um período de 14 dias para cumprir as suas obrigações de pagamento, após falta de pagamento dentro deste período de 14 dias, o montante em dívida do interesse jurídico eo operador tem o direito de cobrar os custos de cobrança extrajudicial incorridas por essa carga. Estes custos de recolha exceder 15% dos montantes pendentes de € 2,500; 10% durante o próximo € 2,500 e 5% na próxima € 5000 com um mínimo de € 40, =. O empresário pode beneficiar os consumidores diferem de tais valores e porcentagens.

Artigo 16 – Reclamações

  1. O empresário tem queixas bem divulgadas e lida com reclamações no âmbito deste procedimento.
  2. Reclamações sobre a implementação do acordo deve ocorrer imediatamente após o consumidor tem encontrado os defeitos são definidos claramente e completamente submetido ao empresário.
  3. Quando empresário reclamações no prazo de 14 dias a partir da data de recebimento. Se uma queixa requer um maior tempo de processamento, é atendida pelo operador dentro do período de 14 dias, confirmando o recebimento e indicando quando o consumidor pode esperar uma resposta mais detalhada.
  4. A reclamação sobre um produto, serviço ou serviço do empreendedor também podem ser apresentadas através de um formulário de reclamações na página do consumidor do site da Fundação Webshop Trustmark (http://keurmerk.info/Home/MisbruikOfKlacht) A denúncia é, então, tanto o operador em causa e enviado para o Webshop Trustmark.
  5. Se a denúncia num prazo razoável ou dentro de três meses após a apresentação da denúncia pode ser resolvido por mútuo acordo cria uma disputa que é objeto de disputa.

Artigo 17 – As disputas

  1. Em semelhanças entre o empreendedor eo consumidor desses termos referem-se apenas à lei holandesa.
  2. Litígios entre consumidores e empresários na criação ou implementação de acordos sobre por este empresário entregues ou os produtos e serviços prestados pode ser trazido em conformidade com as disposições abaixo, bem como o empresário pelo consumidor para as disputas Comitê Webshop , PO Box 90600, 2509 LP Haia (www.sgc.nl).
  3. A disputa só será tratado pela Comissão contesta se o consumidor tiver apresentado a sua queixa dentro de um tempo razoável para o empresário.
  4. Dentro de três meses após o litígio, a disputa por escrito a ser feita às disputas do Comitê.
  5. Quando o consumidor quer submeter um litígio a Comissão de Litígios, o comerciante é obrigado por esta escolha. Quando o empresário que quer fazer, o consumidor dentro de cinco semanas após um pedido feito por escrito pelo empresário terá de expressar por escrito, se ele assim o desejar ou quer lidar com a disputa pelo tribunal competente. O empresário aprende a escolha do consumidor no período de cinco semanas, a empresa tem o direito de submeter o diferendo ao tribunal competente.
  6. A decisão do Comité de Arbitragem sob as condições estabelecidas nos regulamentos da Comissão de Litígios (http://www.degeschillencommissie.nl/over-ons/de-commissies/2701/webshop). As decisões do Comité de Disputas como aconselhamento obrigatório.
  7. A Comissão de Litígios não vai lidar ou descontinuar instância, se concedido à moratória empresário, vai à falência ou seu negócio tem realmente terminado, antes de uma disputa tem sido tratado pela Comissão na sessão e um julgamento final é realçado.
  8. Se, além das disputas Comitê Webshop outro reconhecido ou a Fundação para a Defesa do Consumidor (SGC) ou as Reclamações Financial Services Institute (Kifid) comitê de disputas tem jurisdição sobre litígios relativos principalmente ao método de venda ou serviço a Disputa remoto Webshop Hallmark em jurisdição preferida. Para todas as outras disputas ou outras aprovadas pela comissão de arbitragem membro do SGC Kifid.

Artigo 18 – garantia Filial

  1. garantias Webshop Trustmark para enviar conformidade com o conselho de ligação das disputas Comitê Webshop certificadas pelos seus membros a menos que o membro decide o parecer vinculativo no prazo de dois meses para a sua transmissão para análise ao tribunal. Esta garantia revive se a parecer vinculativo após revisão é confirmada pelo tribunal e o veredicto do qual resulta, tem força de caso julgado. Até um montante de € 10.000, - um parecer vinculativo, este montante é pago pelo Webshop Trustmark aos consumidores. Para montantes superiores a € 10.000, - um parecer vinculativo, é € 10.000, - pago. Para mais Webshop Trustmark tem a obrigação de assegurar que os membros cumprem os conselhos de ligação.
  2. Para os fins desta garantia exige o consumidor a apresentar um recurso por escrito à Webshop Trustmark e transferir sua reclamação sobre o comerciante a loja virtual Trustmark. Se a reclamação sobre o empresário exceder € 10.000, - o consumidor é oferecido sua afirmação na medida em que em excesso de € 10.000, - serão transferidos para a loja virtual Trustmark, e esta organização em seu próprio nome e cobrar pagamento ele irá pedir em tribunal para satisfazer o consumidor.

Artigo 19 – Os termos adicionais ou diferentes

Adicional ou desses termos e condições, não pode desvantagem o consumidor e deve ser gravado por escrito ou de tal forma que eles podem ser armazenados pelo consumidor numa forma acessível em uma forma durável.

Artigo 20 – Emendas ao Condições Gerais de Webshop Trustmark

  1. Webshop Trustmarknão vai alterar estes termos e condições em consulta com o consumidor.
  2. Mudanças nessas condições só são eficazes após serem publicadas de forma adequada, no entendimento de que irá prevalecer mais favorável ao consumidor alterações aplicam-se durante a validade da oferta.

 

Webshop Trustmark
Willemsparkweg 193, 1071 HA  Amsterdam

E você tiver dúvidas sobre os nossos Termos e Condições? Entre em contato conosco via support@worldofwatchstraps.com